Quem sou eu

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

ATIVIDADE DE MATEMÁTICA COM MATERIAL CONCRETO


Maria José Campos Ferreira
NATAL - RN NUCLEO EDUCACIONAL INFANTIL - NEI
Luciana Lacerda de Castro, Raimunda Porfírio Ribeiro


Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação Infantil Matemática Números e sistemas de numeração (contagem; notação e escrita numéricas e operações)

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula?
  • Compreender o princípio do agrupamento na base 3;
  • Trabalhar a inclusão a partir de objetos concretos.
Duração das atividades
A atividade será dividida em diferentes momentos com duração de 10 a 15 minutos cada.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
  • Números cardinais;
  • Contagem

Estratégias e recursos da aula


ATIVIDADE:  Inclusão na base 3


1° Momento:
O professor deverá entregar um monte contendo materiais concretos (nessa atividade foram utilizadas tampinhas plásticas) e solicitar que uma criança separe 15 tampinhas.
Após a contagem realizada pela criança o professor lança a seguinte situação:
  • Quantos grupos de 3 podemos formar com 15 tampinhas?

Nesse momento o professor registra no quadro as hipóteses das crianças.

undefined




2° Momento: Trabalhando a inclusão utilizando objetos concretos
Nessa fase observamos que as crianças necessitam de objetos concretos para operacionalizar as questões propostas.
O professor deverá então pedir que uma  c riança circule grupos contendo três objetos; em cada grupo formado ela irá colocar o número de objetos  que cada um contém, nesse caso 3 tampinhas (representar com o símbolos) .
Questiona:
  • Quantos grupos foram formados?
  Logo após, solicite que as crianças sentem-se à mesa e desenhem como foram separados os grupos.

undefined




3° Momento: Reagrupar
As crianças retornam a roda e o professor solicitará que uma criança reagrupe as tampinhas, utilizando a lógica da inclusão, ou seja, o segundo grupo será incluído no primeiro, assim ccomo o quarto será incluído no terceiro.
Feito isso o professor questiona:
  • Por que agora temos 2 grupos de 6 e um grupo de 3 tampinhas?
  • O que vocês fizeram?
Obs.: Ao terminarem o agrupamento as crianças retomam sua atividade e registram o jogo através do desenho.



undefined



4° Momento:
 Professor solicitará, então, que as crianças agrupem as 3 tampinhas do último grupo em um dos dois grupos existentes.
undefined


Obs.: Ao terminarem o agrupamento as crianças retomam sua atividade e registram o jogo através do desenho.



5° Momento:
O professor dará continuidade ao jogo até juntar as 15 tampinhas, primeiro desmembrando o grupo de 6 acrescentando 3 tampinhas no grupo de 9 e em seguida também inc luindo  no grupo que contém 12 tampinhas .





Obs.: A o terminarem o agrupamento as crianças retomam sua atividade escrita e registram o jogo através do desenho.


6° Momento:
Após trabalhar as inclusões e reagrupamentos, o professor retoma o questionamento inicial:
  • Quantos grupos de 3 nós fizemos?
undefined



undefined




Essas atividades contribuem para que a criança comece a desenvolver a noção de cardinalidade e de seqüência 3.
Obs.: No inicio de cada momento a criança irá representar com o real e em seguida com os símbolos.
Recursos Complementares
  • Tampinhas plásticas;
  • Papel;
  • Lápis
Avaliação
Avaliar se as crianças:
  • Compreenderam o princípio da inclusão;
  • Utilizaram estratégias para trabalhar agrupamentos,
  • Envolveram-se com os jogos.


2 comentários:

  1. Excelentes atividades!!! Dá trabalho, mas assim as crianças aprendem melhor do que com as "folhinhas" prontas que tanto vemos pela internet!!!!

    ResponderExcluir
  2. Excelentes atividades!!! Dá trabalho, mas assim as crianças aprendem melhor do que com as "folhinhas" prontas que tanto vemos pela internet!!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita....Não esqueça de deixar seu comentário.